Leia também

Data-driven: seu RH orientado por dados

O discurso sobre o recurso mais valioso do mundo tem mudado há alguns anos. Hoje, os dados são considerados o novo bem mundial, popularmente sendo chamado de “novo petróleo da era digital”. Assim, as empresas têm se concentrado em trabalhar as informações como um meio de elevar os negócios inclusive no setor de recursos humanos. 

Por isso, neste artigo iremos te explicar como aplicar o uso dos dados em seu RH por meio do Data-driven, uma cultura que orienta os gestores a seguirem uma conduta baseada em informações. 

Então, para compreender o tema e saber como pode ser aplicado no dia a dia dos recursos humanos, leia o texto na íntegra 😉 

O que é Data-driven?

Data-driven traduzido em português significa “baseado em dados”. Então, o termo acaba sendo autoexplicativo, certo? Mas, a cultura vai além e traz uma metodologia assertiva para o RH. 

Ou seja, uma empresa que opera orientada por uma cultura data-driven promove a gestão com foco em tomar decisões baseadas em dados, que são coletados de diferentes fontes importantes. 

Assim, os gestores modificam o modo de escolha e passam a ter uma base mais segura e precisa, já que as informações, métricas e demais dados guiam o profissional conforme o objetivo. 

Obviamente, gestores e demais tomadores de decisão vão se unir e estabelecer o que são dados importantes, informações valiosas, tudo com base em seus objetivos, ramo de atividade e demais detalhes, com foco no sucesso da empresa. 

Importância dessa metodologia 

Na prática, o data-driven, A ideia é usar a análise computacional, que no RH pode vir acompanhada do people analytics, com aplicação de tecnologias capazes de colher, armazenar, tratar e analisar esses dados.  

As tecnologias apropriadas para exercer essas funções são: inteligência artificial e machine learning, realizando o Big Data para solucionar problemas e obter insights. 

Assim, o data-driven exerce uma importância que reúne as melhores funcionalidade das atuais tecnologias de análise de dados. Veja abaixo os principais benefícios: 

Aperfeiçoamento da tomada de decisões 

Com a cultura do data-driven, o setor de recursos humanos passa a gerir os colaboradores com base em informações, fazendo com que as escolhas em relação às equipes sejam mais assertivas e embasadas. 

quando os dados fazem parte da cultura, os gestores sabem exatamente o que pode ser feito para melhorar a gestão da empresa;   

Engajamento dos profissionais 

Como as ações são baseadas em informações relevantes, os gestores podem coletar informações com objetivo de melhorar o envolvimento e engajamento das equipes. 

Agilidade para determinar o Retorno Sobre Investimento (ROI) 

Seguindo o que dissemos acima, ao determinar um intuito para o uso dos dados, a empresa também consegue calcular o ROI, com base na obtenção de dados, que proporciona controle dos processos e facilidade para determinar os parâmetros. 

Assertividade nas contratações 

Quando o RH está direcionado à cultura de data-driven, as contratações ficam bem mais assertivas, já que os gestores são capazes de analisar perfil, currículo, organizar as informações e analisar os dados com precisão. Desse modo, reduz-se custos, tempo e problemas. 

Sugestão de leitura: People Analytics: detalhes do conceito e como aplicar no RH 

Como criar uma cultura de Data-driven no RH? 

Orientar os recursos humanos para uma cultura data-driven requer uma conduta adequada, que envolva gestores e colaboradores em um mesmo propósito. 

Então, essa conduta precisa ser aplicada com alguns pré-requisitos, especialmente em relação à equipe, focando em capacitação, envolvimento e capacidade de interpretação. 

Por isso, treinamento e informação para profissionais de RH são essenciais, além de treinar também os colaboradores de maneira geral e evitar riscos no processo. 

Então, a partir desses pontos e da interpretação/análise dos dados, os recursos humanos conseguem obter insights estratégicos. E, para saber mais como criar a cultura de data-driven no RH, leia nossas sugestões! 

Defina metas e revise-as constantemente 

Para as empresas, os dados são um meio, não um fim. Ou seja, para que as informações sejam bem utilizadas, é necessário que haja metas muito bem estabelecidas. 

Esses objetivos precisam ser definidos de maneira bem clara, para a equipe de RH esteja direcionada para uma utilização adequada dos dados coletados e consiga contribuir ao longo de cada etapa.  

Portanto, faça com que a cultura de data-driven esteja conste no seu planejamento, para que seja uma aliada do seu RH e da tomada de decisões. 

Incentive a cultura de data-driven em todos os setores da empresa 

A cultura de dados precisa estar enraizada na conduta da empresa, até para que os profissionais saibam a importância dessa metodologia e como ela impacta positivamente sua performance, os negócios e sucesso das ações. 

Levando o data-driven para os recursos humanos, é necessário que o setor reconheça que a coleta de dados é apenas uma parte do processo. Assim, é necessário identificar com clareza o valor das informações e comunicar isso a sua equipe e colaboradores. 

Desse modo, os membros das equipes passam a ter conhecimento de como os dados são importantes e podem auxiliar no futuro deles na empresa. 

A partir desse entendimento e incentivo à cultura de dados, o RH cria estratégias mais eficientes, alcançando os objetivos definidos, como citamos no tópico anterior.  

Ah, e tenha em mente que a cultura data-driven não é implementada rapidamente, do dia para noite. Ela é praticada diariamente, incentivada de maneira gradual, com um comportamento voltado à análise de dados. 

Invista em seu banco de dados 

Quando sugerimos que você invista em um banco de dados, tenha em mente que essa é uma ação importantíssima, pois resguarda as informações das pessoas e mantém a segurança da empresa e dos profissionais. 

Além disso, ao ter um banco de informações, o RH consegue armazenar e buscar os dados com mais facilidade, fazendo com a utilização seja mais ágil. 

Atendendo às normas da LGPD, a empresa precisa manter a segurança, integridade dos dados pessoais e sensíveis, além de assegurar que somente pessoas autorizadas terão acesso a essas informações, ou seja: o RH. 

Leia também: O papel do líder de RH na Aceleração Digital 

Treine seu time de RH 

No processo de tornar a equipe de recursos humanos com foco no data-driven, é fundamental reconhecer que ninguém nasce alfabetizado em dados, ou seja, é provável que a maioria do departamento não saiba como trabalhar com isso.  

Por isso, invista em capacitações e qualificação, para que os profissionais de RH estejam prontos para interpretar e usar os dados adequadamente em suas atividades. 

Portanto, os recursos humanos devem entender como determinar objetivos, como coletar as melhores informações, como utilizar métricas e concluir corretamente. Para isso, treine e capacite seu time! 

Adote recursos tecnológicos adequados 

Como já citamos neste artigo, um dos principais pilares da cultura data-driven é a tecnologia, pois ela entra como uma forte aliada no sucesso de uma gestão voltada a dados. 

Por isso, invista em ferramentas adequadas, que podem favorecer o processo de coleta, armazenamento e tratamento das informações, fornecendo insights para a equipe de RH.  

Então, veja alguns exemplos de tecnologia utilizada na gestão data driven, que corroboram uma excelente cultura de dados nas empresas: 

  • Inteligência Artificial e o Big Data na gestão de pessoas; 
  • Softwares de recrutamento e seleção; 
  • Business Intelligence; 
  • Soluções para pesquisa de clima; 
  • Computação em nuvem para armazenamento de dados. 

Portanto, podemos observar como a transformação digital guiou as empresas para tratarem os dados como um bem valioso, como dizem “o novo petróleo digital”. 

E para o RH, essa cultura de dados significou melhoria no setor como um todo, nas atividades diárias e na gestão de pessoas, garantindo eficiência. 

Este conteúdo foi útil para você? Você pode conhecer mais sobre a People by StarSoft e sua solução Portal RH, uma ferramenta que levar o setor de recursos humanos à era da cultura de dados! Conheça nosso software. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Compartilhe:

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin