Leia também

People Analytics: detalhes do conceito e como aplicar no RH

O uso de dados está presente no mundo inteiro e no Brasil não seria diferente, assim como na área de RH, que trata com informações de inúmeros colaboradores. Conforme o estudo de 2019 realizado pela MicroStrategy em parceria com a consultoria global Hall & Partner, 60% das empresas já usam Data & Analytics para guiar estratégias nos negócios. 

Seguindo essa tendência, vemos o People Analytics sendo uma metodologia positiva para o setor de recursos humanos, especialmente em relação a informações necessárias para tomada de decisões no que diz respeito à gestão de pessoas. 

Então, para compreender o People Analytics e saber como aplicar em seu RH, leia nosso conteúdo na íntegra e fique por dentro das novidades de recursos humanos e gestão de pessoas! 

O que é People Analytics?

Como o próprio nome já diz, o People Analytics é o método que utiliza a tecnologia para analisar os dados relativos às pessoas que estão em uma empresa. 

Essa é uma abordagem de análises internas que se orienta em dados dos colaboradores com a coleta, organização e diagnóstico das equipes por meio de softwares que cruzam informações de diversas fontes, a fim de otimizar o gerenciamento do RH. 

Portanto, o People Analytics é um método de gestão de pessoas que torna o RH mais estratégico. Consequentemente, otimiza os processos, diminui o turnover e auxilia no gerenciamento das equipes. 

Origem do método

Antes, as informações eram registradas em agendas, fichários e demais papéis que pudessem documentar os dados dos colaboradores. Mas, isso mudou bastante nos últimos anos. 

Isso causava alguns problemas, principalmente em relação aos esforços dos profissionais da gestão tentarem identificar informações e, infelizmente, não conseguirem. 

Então, com a chegada da internet e a transformação digital, o volume de dados cresceu exponencialmente.  

Além disso, por conta desse aumento de informações no online, criou-se outros recursos, como o Big Data, que consistem na coleta, armazenamento e análise desses milhares e milhares de dados.  

Desse modo, o conceito de People Analytics se baseia fortemente em big data, com intuito de promover a correta análise dos dados e utilização. 

Como o People Analytics funciona? 

Para aplicar o People Analytics no setor de recursos humanos, você precisa compreender como o método funciona. Por isso, montamos essas fases. Veja! 

1ª fase: Coleta 

Por meio de pesquisas internas, formulários, currículos recebidos e demais fontes, a empresa colhe os dados que, posteriormente, serão analisados pelo People Analytics. 

2ª fase: Cálculo 

O cálculo pode ser entendido como a fase de análise de todos os dados coletados. Por isso, quanto mais informações variadas sua equipe e sistema, melhor! 

Aqui, a equipe descobre respostas bem estruturadas e objetivas, de acordo com o que foi perguntado. Isso fará com que a próxima etapa seja mais assertiva. 

3ª fase: Análise 

Chegamos na análise que é o resultado do perfeito funcionamento das etapas anteriores, que coletaram e geraram respostas necessárias para avaliação. 

A partir da análise da coleta e cálculo dos dados e respostas anteriores, você poderá tomar decisões com mais embasamento, principalmente no que diz respeito à gestão de pessoas. 

Desse modo, a empresa consegue usufruir das vantagens e possibilidades do People Analytics, que pode a gestão do seu RH e melhorar a performance dos colaboradores e organização no geral. 

Isso ocorre porque vocês, gestores e líderes conseguem descobrir lacunas, problemas, forças, tendências de sua equipe e também da gestão. 

4ª fase: Modelagem 

Em resumo, a modelagem é o cruzamento de todos os dados, sejam eles de qualquer tipo, que já passaram pelas fases que comentamos. 

Assim, você pode definir melhor alguns detalhes e estruturar a equipe. Além disso, é possível distribuir benefícios, desenvolver programas de incentivo e demais campanhas de incentivo e conscientização. 

Leia também: Papel da liderança na formação da equipe de alto desempenho 

Tipos de análises no People Analytics 

Assim como passos, o método do People Analytics também se apoia em tipos de análises, que podem ser aplicadas conforme as necessidades da empresa.  

Segundo a Gartner, são quatro níveis de classificação, sendo definidos pelo tipo de informação que oferece, que ocorre pela análise dos dados.  

Entenda os quatro tipos mais usuais: 

Descritiva 

A análise descritiva quer saber a descrição de um evento que já ocorreu. Normalmente questiona “O que aconteceu?” Assim, a resposta está acompanhada de dados passados e atuais. 

Diagnóstico 

Aqui, o intuito é apurar as causas de um problema, ou seja, “Porque isto aconteceu?”. Para isso, utiliza-se técnicas avançadas para extrair dados e estatísticas. 

Preditiva 

A análise preditiva, basicamente, visa prever eventos futuros, com base nos dados extraídos. Mas atente-se de alinhar as informações e estatísticas. 

Assim, forma-se a questão “O que pode acontecer?”. A pergunta se forma justamente por observar informações obtidas conforme o cenário que gerou determinados resultados, fazendo com que a equipe preveja o que pode acontecer no futuro. 

Prescritiva 

Como uma análise mais avançada, nessa fase, os profissionais conseguem obter perspectiva de problemas futuros e o que pode ser feito para resolvê-los. 

Assim, o método de People Analytics, por meio dessa etapa, vai levantar hipóteses e impactos que determinadas decisões podem gerar. Desse modo, minimizando efeitos negativos. 

Relação entre People Analytics e Big Data 

Como citamos, o People Analytics é um conceito que se origina do Big Data, que é uma ferramenta que apoia bastante o conceito no RH. Além disso, ainda há o auxílio do Business Intelligence. 

O Big Data absorve inúmeras informações e, quando aplicado ao People Analytics, essas informações precisam ser relevantes conforme o objetivo. 

De fato, as empresas têm investido ainda mais em Big Data. Em 2021, o estudo do Worldwide Big Data and Analytics Spending Guide da International Data Corporation (IDC) afirmou que os investimentos neste setor deveriam ter aumento de 10,1% em relação a 2020

Por isso, executivos e gestores estão investindo também na utilização dessa ferramenta no RH, já que o recurso é capaz de armazenar uma grande quantidade de dados, gerar insights positivos e tudo isso em um curto espaço de tempo, proporcionando agilidade. 

Entretanto, sua equipe precisa detalhar o objetivo e o que significa informação valiosa para a empresa, com intuito de gerar dados valiosos, claros e confiáveis por meio do Big Data e People Analytics. 

Com isso, uma das principais vantagens do Big Data aliado ao People Analytics, com certeza, são contratações mais assertivas e alinhadas aos gestores. 

Assim, o RH tem maior poder estratégico, isso porque ocorre uma análise detalhada sobre as necessidades e os objetivos da empresa.  

Desse modo, os profissionais de recursos humanos conseguem selecionar trabalhadores que estão de fato alinhados ao perfil da organização e que possam ter potencial de fazer a diferença. 

Além disso, gera benefícios, como: 

  • Decisões mais acertadas baseadas em estratégicas; 
  • Possibilidade de prever falha nas análises; 
  • Promoção da otimização do tempo; 
  • Contratações mais alinhadas; 
  • Retenção de talentos. 

Entre outras vantagens que os gestores de RH conseguem observar ao longo da utilização do método de People Analytics que se baseia em Big Data. 

Complete a leitura: BI no RH? Entenda como Business Intelligence auxilia na gestão de pessoas 

Benefícios do People Analytics no RH 

Veja abaixo alguns benefícios de empregar a análise de pessoas nos recursos humanos! 

Ações e resultados mensuráveis 

Com as análises que apresentamos neste conteúdo e todas as outras funções, você pode observar qual será o efeito de uma ação antes mesmo dela ser executada. 

Redução de custos 

O People Analytics identifica possíveis problemas nas ações de contratação e recrutamento, fazendo com que diminua falhas nesses processos, reduzindo a rotatividade de pessoal. Também reduz com contratações, demissões, falhas de produtividade e outros. 

Planejamento de treinamentos 

Uma atividade que poucos pensam que o people analytics pode ajudar é o auxílio ao treinamento. Mas, isso é muito possível, já que o método ajuda a planejar treinamentos mais eficientes, conforme perfil atual e dos novos colaboradores. 

Melhor controle dos processos 

O método de vai ajudar a controlar processos importantíssimos, que são: clima organizacional; desenvolvimento da equipe; aperfeiçoamento de ações de gestão de pessoas; plano de cargos e salários, e outras ações. 

5 passos para adotar o People Analytics no RH 

Independentemente do setor da sua empresa e do porte, o People Analytics pode ser aplicado na organização, por meio de alguns passos que vamos compartilhar.  

Lembrando que esses são passos iniciais, que podem estar interligados a sua estrutura organizacional e que podem impulsionar mudanças positivos. Acompanhe! 

Passo 1: Estabeleça seus objetivos 

Antes de contratar um software, é importante mapear as necessidades da empresa e estabelecer objetivos junto à equipe de RH, na adoção do método de People Analytics. 

Passo 2: Defina quais dados podem ser coletados 

Bom, assim como o passo acima, é fundamental definir os dados a serem coletados, para que eles façam parte de métricas e sejam utilizados. 

Passo 3: Escolha o software para ajudar no People Analytics 

Atualmente, com a amplitude do People Analytics, existem empresas competentes no mercado, que oferecem soluções para a implantação do método. Ao escolher, apresente seu objetivo e mapeamento do que são dados para sua organização. 

#Dica: Peça uma demonstração para escolher o sistema e obter os melhores resultados. 

Passo 4: Treine sua equipe 

Após a escolha do software, a empresa precisa promover o treinamento dos gestores de RH e da equipe do setor que vai usar o sistema. 

Passo 5: Foque nas áreas relevantes para seu negócio 

Como sabemos, as ferramentas de análise de dados são capazes de absorver grande quantidade de informações. Por isso, atente-se na configuração do que é importante, para não se perder. Então, esteja concentrado nas áreas mais relevantes e seus objetivos. 

Dica Extra! 

Assim, conheça a People by StarSoft, que oferece um sistema de gestão de RH integrado, com inúmeras ferramentas, como: portal RH, folha de pagamento, cargos e salários, gestão de benefícios, avaliação de desempenho, BI e outros recursos que corroboram para o People Analytics. 

Obviamente, há passos ainda mais profundos que sua empresa terá que realizar para implantar o método do People Analytics. Por isso, tenha ao seu lado um fornecedor de softwares de gestão capaz de cumprir com as necessidades do seu negócio e melhorar a produtividade! 

Para conhecer a People by StarSoft e saber como podemos te ajudar, fale com um de nossos especialistas, que estão preparados para te informar! 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Compartilhe:

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin